É possível ter cabelos saudáveis mesmo usando chapinhas e modeladores de cacho constantemente?

Uma coisa é fato: brasileira adoooora mexer nos cabelos, modelando-os cada dia de um jeito! Ora ele está liso, chapado; ora, com ondas volumosas e cheias de movimento. A verdade é que todos esses artifícios tem um ponto de partida em comum: o uso de ferramentas quentes (muito quentes)!

Você sabia que a temperatura da chapinha, por exemplo, dá para fritar um bife? Pois é, e a consequência disso é a formação de bolhas na estrutura do cabelo por conta do calor, caso o fio não esteja bem preparado para receber altas temperaturas. O mesmo ocorre com o uso de modeladores de cachos, que também têm a alta temperatura como fator de qualidade do visual!

O problema é que sem o cuidado devido, o uso contínuo destas ferramentas expõe o fio, deixando-o fragilizado e áspero, com aspecto de palha.

Mas, calma! É possível driblar os efeitos nocivos com certa facilidade.

A gente sabe que um dos maiores vilões para a saúde da pele é o sol, certo? E para nos protegermos dele, buscamos recursos que nos defendam dos raios nocivos UV (ultra-violeta), como filtros solares, roupas próprias, chapéus, etc.

E a vertente deve ser a mesma quando o tema é cabelo. Precisamos proteger nossos fios das ondas de calor emitidas pelos secadores e, principalmente, pelo contato com ferramentas muito quentes como a chapinha e os modeladores.

Por isso, tenha sempre em casa um bom hidratante, para repor a água perdida pelos processos de modelagem com ferramentas quentes e, mais importante ainda, tenha sempre um protetor térmico para passar nos fios antes de usar estas ferramentas. O protetor térmico atuará selando as escamas do cabelo e formando uma película protetora para inibir que o calor adentre o córtex do fio. Não é papo de vendedor: protetor térmico é a arma que você precisa contra os danos causados pelo calor da chapinha e dos modeladores, para que seus cabelos fiquem saudáveis mesmo com o uso contínuo destes recursos!

Sobre o Autor

Nenhum Comentário

Os comentários estão fechados.