Doutrinando o Frizz.

Indesejável sempre, o frizz é aterrorizante para a maioria das mulheres. Mas afinal, porque os danados “frizzes” aparecem entre nós?

Ao estudarmos uma imagem ampliada de um fio de cabelo, percebemos que ele é formado por células sobrepostas, que se parecem com escamas. A estas células sobrepostas damos o nome de Cutícula Capilar. A cutícula é responsável por revestir o corpo do fio do cabelo e é com ela que temos maior contato diariamente, seja na lavagem dos fios, na hora de penteá-los ou, ainda, secar com auxílio de um secador.

Dessa forma, quando o fio passa por alguma situação muito danosa, essas cutículas ressecam, se abrem e podem perder sua principal função de proteção, dando lugar a um fio arrepiado! Por isso, especialistas dizem que o frizz aparece mais frequentemente em cabelos desidratados ou mal cuidados. Mas acreditem, não apenas!

O frizz pode aparecer tanto em fios com a estrutura comprometida (desidratados), quanto em fios novos em decorrência de uma queda capilar ou corte mal feito. Ou seja, no fundo, ninguém está imune.

De toda forma, em geral, cabelos crespos ou ondulados são mais suscetíveis a este tipo de ocorrência, dado que a formação da estrutura desses fios tem mais tendência a um número maior cutículas para proteção, logo, mais chances delas se rebelarem se algo errado acontecer com o fio.

Quer evitar o frizz? Dê atenção à sua rotina de nutrição e hidratação. Além disso, evite puxar demais os fios ao pentear para não os quebrar. Ainda, não os esfregue na toalha depois do banho e penteie-os devagar, principalmente quando ainda estiverem molhados, que é quando ainda estão frágeis, expostos! Além disso, mantenha o corte do seu cabelo em dia com um bom profissional. Evitar a navalha também é boa sugestão!

Outra importante dica: atente-se ao tipo de escova/pente que utilizar. O cabelo humano é muito sensível à eletricidade. Por isso, quando você penteia os fios com pentes ou escovas de plástico, os fios arrepiam instantaneamente. Dê preferência aos pentes de mateira, que não são condutores de eletricidade e ajudarão no combate ao frizz!

Sobre o Autor

Nenhum Comentário

Você pode postar o primeiro comentário de resposta.

Deixe um comentário

Digite seu nome. Por favor insira um endereço de e-mail válido. Por favor, digite uma mensagem.